Escola cristã oferece refúgio para crianças indígenas


Em um país da América Latina, não divulgado por questões de segurança, uma escola cristã tem servido como refúgio para crianças indígenas cuja as famílias estão se convertendo.


Segundo informações da Portas Abertas, as comunidades indígenas desprezam os novos cristãos e as escolas passam a ridicularizar os estudantes cristãos, uma discriminação que parte dos estudantes e também dos professores.


Foi diante deste cenário que um homem cristão resolveu criar uma escola cristã na região. As autoridades locais se levantaram contra o projeto, mas o homem conseguiu enfrentar as barreiras e abrir as portas do espaço onde as crianças passarão a ser educadas sem sofrerem perseguição.


Como o Estado não aceitou ajudar com os salários dos professores, o cristão contou com o apoio da Portas Abertas que ofereceu ajuda financeira para o projeto.

Obreiros cristãos foram chamados para ajudar com os alunos e assim o projeto da escola foi tomando forma e pode iniciar as atividades.


Outra forma de tornar a escola viável foi reunir os pais dos alunos em um projeto agrícola voltado para a produção de café orgânico. Com o dinheiro arrecadado com a venda do produto foi possível pagar o salário dos novos professores contratados para ampliar o trabalho da escola.

Até que a escola tenha condições de se sustentar sozinha, o ministério Portas Abertas estará enviando recursos financeiros para a manutenção desse projeto.


Hoje a escola, que completou dois anos de atividades, recebe 42 alunos entre 4 e 14 anos.


por Leiliane Roberta Lopes

#PortasAbertas #Missões #AméricaLatina #Indíginas #EscolaCristã

Por Trás do Blog
novas logos departamentos CBMB.png
Conheça a CBMB
Logo CBMB Chapada.png