A IGREJA BATISTA NOVA JERUSALÉM EM ITABUNA E A VALORIZAÇÃO DE TRADIÇÕES CRISTÃS

O Culto de páscoa


Corais, cantatas, cultos especiais em datas especiais sempre foram tradição para alguns ramos evangélicos, sobretudo para os crentes batistas, porém com o advento da internet, que facilitou a proliferação de falsas interpretações bíblicas, muito disso tem sido bombardeado e desvalorizado. Diante disto é comum encontrarmos nas redes inúmeros ataques às festas como o natal e páscoa.


Embora, nós os batistas não observemos guarda de festas, ou dias, datas como estas precisam ser lembradas e levadas em consideração, além de serem excelentes oportunidades para falarmos do verdadeiro sentido do que elas se propõem a rememorar.


Entretanto, há aqueles que por desconhecimento, ou por seguirem tendências pseudo cristãs da atualidade, veem paganismo em tudo que não seja parte de seus movimentos. Há aqueles que são inimigos da cruz, que negam que o nome do Cristo seja Jesus, que rejeitam a ceia do Senhor, batismo e outras ordenanças, que veem maçonaria em qualquer construção religiosa, mas em contrapartida não conseguem ver o mar de ignorância em que estão navegando.


Na contra mão de tudo isto, vemos o esforço do jovem pastor Carlos André Duarte, em manter vivas algumas das mais belas tradições cristãs, a prova disto foi o último culto de páscoa realizado na Igreja Batista Nova Jerusalém em Itabuna-BA.

Eu mesmo estive lá, fui o preletor da noite e posso garantir que o evento foi de uma beleza ímpar, toda intenção do evento foi a de Honrar ao Senhor, que venceu a morte.


Ademais, pude observar o cuidado dos irmãos para que os participantes não vissem o culto como um mero entretenimento, mas como um sermão cantado, digo isto pois, apesar da prioridade do culto ter sido a ministração da palavra, houve uma cantata dirigida pelo coral local, diga-se de passagem, cantatas muito bonitas tem sido realizadas pela Igreja Batista Nova Jerusalém no período do natal.


Assim, a igreja segue valorizando e sabiamente aproveitando-se destas oportunidades para evangelizar, por exemplo, a páscoa é um período onde a maioria das pessoas estão receptivas, embora , parte desta receptividade seja fruto de estímulos do comércio e da mídia, a páscoa ainda representa para os cristãos a ressurreição do nosso Salvador Jesus Cristo, o evento chancelador da nossa fé, o penhor da nossa própria ressurreição, o ato divino que nos mantém esperançosos de vida eterna.


Nada melhor do que explicar isto a cada coração receptivo neste período, nada melhor que colocar o cordeiro em lugar do coelhinho, alguém precisa fazer isto, esta é a proposta da Igreja Batista Nova Jerusalém em Itabuna-BA.

Tragada foi a Morte pela vitória, “Soli Deo Gloria”.



Pr. Marcos André Fernandes

Coordenadoria nacional de comunicação 6ª Regional









Por Trás do Blog
novas logos departamentos CBMB.png
Conheça a CBMB
Logo CBMB Chapada.png